Simon Wajntraub Fala sobre o seu Curso de Oratória no Programa Happy Hour, da GNT

Entrevista  com o fonoaudiólogo Simon Wajntraub  para o programa Happy Hour pelo canal GNT. O fonoaudiólogo explica a importância de perder a timidez para uma melhor performance pessoal e profissional. <hr /> Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. <p style=”text-align: left;”>Unidades e Contatos:</p> <p style=”text-align: left;”>WhatsApp <strong>(21) 97273-2041</strong></p> <p style=”text-align: left;”>Rio de Janeiro – RJ:</p> <p style=”text-align: left;”>Copacabana e Barra</p> <p style=”text-align: left;”><strong>(21) 2236-5223</strong></p> <p style=”text-align: left;”>São Paulo – SP: Jardins</p> <p style=”text-align: left;”><strong>(11) 4063-6460  / 4063-4735</strong></p> <p style=”text-align: left;”>Brasília – DF: SHS</p> <p style=”text-align: left;”><strong>(61) 4063-6352  / 4063-6392</strong></p> <p style=”text-align: left;”>Email: <a href=”mailto:simon@boasfalas.com.br”>simon@boasfalas.com.br</a></p> <hr /> <strong>Fique atualizado, inscreva-se:</strong> <a href=”https://www.youtube.com/user/SimonBoasFalas” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”><img class=”alignnone wp-image-8319″ src=”https://boasfalas.com.br/wp-content/uploads/2018/04/youtube-1-150×150.png” alt=”” width=”102″ height=”102″ /></a>                       <a href=”https://www.instagram.com/fonoaudiologosimonwajntraub/” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”><img class=”alignnone wp-image-8328″ src=”https://boasfalas.com.br/wp-content/uploads/2018/04/instagram-logo-111-150×150.png” alt=”” width=”115″ height=”115″ /></a>                       <a href=”https://www.facebook.com/simonwajntraubfonoaudiologo/” target=”_blank” rel=”noopener noreferrer”><img class=”alignnone wp-image-8297″ src=”https://boasfalas.com.br/wp-content/uploads/2018/04/facebook-logo-1-300×113.png” alt=”” width=”228″ height=”86″ /></a> <hr /> Para informações, nos envie uma mensagem de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc..

Read More »

Simon Wajntraub no Programa Notícias e Mais pela CNT

Entrevista do fonoaudiólogo Simon Wajntraub no Programa Notícias e Mais pela CNT no dia 22 de Abril de 2013. [button link=”https://boasfalas.com.br/?page_id=14” type=”big” color=”red”] Valores, Horários, Endereços – Ver Mais [+][/button] Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Unidades e Contatos: WhatsApp (21) 97273-2041 Rio de Janeiro – RJ: Copacabana e Barra (21) 2236-5223 São Paulo – SP: Jardins (11) 4063-6460  / 4063-4735 Brasília – DF: SHS (61) 4063-6352  / 4063-6392 Email: simon@boasfalas.com.br Fique atualizado, inscreva-se:                                                Para informações, nos envie uma mensagem de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc..

Read More »

O Conselho de Fonoaudiologia de São Paulo Fez um Vexame no Programa do Jô Soares Tentando Denegrir o Método Revolucionário do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub

A representante do CRF – SP vai ao Programa do Jô e passa o maior vexame! No dia 17 de abril de 2001, o Fonoaudiólogo Simon Wajntraub foi convidado para apresentar o seu método de trabalho no Programa do Jô. Na entrevista, ele apresentou alguns casos de tratamento da voz fina e propôs que o Jô Soares convidasse pessoas da platéia, para que ele demonstrasse o método, corrigindo alguma deficiência da voz ou da fala que a pessoa pudesse apresentar. Foi escolhido o Fabinho, que pertencia à produção do programa, e apresentava uma voz infantil, muito fina. Através de exercícios vocais, o Fonoaudiólogo Simon Wajntraub alterou o seu tom vocal, buscando os graves e médios. O Fonoaudiólogo Simon Wajntraub também apresentou um paciente, o Márcio Araújo, cujo pai fora professor de trompete do Jô Soares. Ele apresentava uma gagueira acentuada quatro meses antes da entrevista, e, na sua apresentação no Programa do Jô, Márcio já falava normalmente. Apresentou também o caso do Felipe, que era extremamente gago, e, em três meses, apresentou um progresso assombroso. Por último, apresentou um Promotor de Justiça que possuía uma voz muito fina, chegando ao ponto de ser confundido com mulher ao telefone. A entrevista durou em torno de 45 minutos. O Fonoaudiólogo Simon Wajntraub contestou os métodos tradicionais dos fonoaudiólogos, que insistem em utilizar rolhas, chupetas, língua-de-sogra, etc. O paciente Márcio Araújo comentou as tentativas frustrantes de tratamento com rolhas, bexigas, que seus fonoaudiólogos utilizavam sem, sontudo, apresentarem resultados práticos. A entrevista do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub causou incômodo na comunidade dos fonoaudiólogos, que bombardearam a produção do Programa do Jô com pedidos de “direito de resposta”. Como democrático que é, Jô Soares concedeu esse “direito de resposta” ao Conselho Regional de Fonoaudiologia da Segunda Região, que indicou umaFonoaudióloga para a entrevista que se realizou no dia 23 de maio de 2001. O Jô iniciou a entrevista dizendo que um dos mostivos para ela estar ali é porque a produção recebeu uma porção de faxes de fonoaudiólogos e pessoas ligadas à Fonoaudiologia falando da entrevista do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub. Então, ele pergunta: “O que incomodou aos fonoaudiólogos na entrevista do Simon?” ENTREVISTADA: “Jô, a Fonoaudiologia trabalha com comunicação humana. Na verdade nós trabalhamos com voz, fala, linguagem, audição, e o Conselho de Fonoaudiologia tem dedicado todo o seu esforço para que a população possa compreender o quanto ela pode contar com o profissional que auxilia a comunicação. Quem se comunica melhor é mais feliz, quem se comunica melhor tem mais emprego, quem se comunica melhor é mais satisfeito do ponto de vista emocional…” (A pergunta do Jô foi: “O que incomodou aos fonoaudiólogos na entrevista do Simon?”. Como se nota, a entrevistada não respondeu à pergunta) JÔ SOARES: “Mas, então, ele [Simon Wajntraub] é perfeito!”. ENTREVISTADA: “Só que a comunicação, Jô, é uma coisa difícil, que do ponto de vista de magia, de uma hora para outra, para você sair se comunicando bem, não é verdade”. (Como se pode notar da entrevista do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub – além de todos os textos publicados aqui e de todas as demais entrevistas dele, também disponíveis neste site –, em nenhum momento ele prometeu qualquer coisa mágica, muito menos que seus pacientes saem “se comunicando bem de uma hora para outra”. O que Simon Wajntraub promete, garante e demonstra é que seus pacientes são atendidos através do melhor método para tratamento dos problemas fonoaudiológicos que apresentem, sem engodos e bugigangas de rolhas, chupetas, línguas-de-sogra e outras quinquilharias da idade da pedra) ENTREVISTADA: “Então, o que eu gostaria, é aproveitar e dar para você o papel do nosso Conselho, da nossa campanha da comunicação, problemas de audição, voz, fala, escrita, é uma questão de Fonoaudiologia, o trabalho todo que se faz […], é do Conselho Regional de São Paulo, a nossa Conselheira, a nossa Presidente, a Fonoaudióloga Telma costa está aqui na platéia…” JÔ SOARES: “Cadê a Telma? Fala alguma coisa, Telma! Ora, Fonoaudióloga calada?!” O Jô continua a entrevista, indagando: “O problema da gaueira, por exemplo, que é uma das coisas que o Simon trata, e trata com sucesso […], as pessoas que vieram aqui, comprovadamente – não era uma coisa preparada –, tinham problema de gagueeira, e, pelo método dele, ficaram boas – foi até engraçado porque eu pedi pro David Brasil vir aqui, que é gago, mas a gagueira dele já virou uma coisa profissional, e ele estava com um medo louco de perder a gagueira –, não é válido a pessoa usar métodos, como já ficou provado, através dos séculos, pela própria medicina, pela própria ciência, não é válido experiências diferentes, que à primeira vista podem parecer que estão extrapolando os cânones regulares da técnica, não é válido a pessoa experimentar, se dá certo?” ENTREVISTADA: “Eu acho que é válido toda e qualquer experiência, desde que ela seja controlada cientificamente, desde que a gente não coloque em risco a população, e muito menos a dignidade de uma categoria profissional”. (O Fonoaudiólogo Simon Wajntraub concorda em parte com isso: é válida toda experiência cientificamente controlada e que não coloque em risco a saúde do paciente. Mas quanto a colocar em risco a “dignidade de uma categoria profissional”, Simon Wajntraub, que é Fonoaudiólogo também, sustenta a opinião de que dignidade e respeito são coisas que devem ser conquistadas, e não impostas. E não é só ele que sustenta isso: toda a comunidade científica compartilha da opinião de que a vaidade é inútil, é um obstáculo à evolução. Um dos princípios da Cência dita que: se uma idéia não funciona, ela deve ser descartada, não importando em quem doa a sua perda. Além disso, a “dignidade” de uma profissão – na verdade, a vaidade de alguns – é uma coisa deveras abstrata para estar acima do bem-estar, da saúde do paciente. Se criticar métodos ultrapassados, retrógrados, da idade da pedra, que não funcionam (ou, se funcionam, funcionam muito mal) – ainda mais quando quem critica apresenta também melhores resultados que os criticados – representa um risco à dignidade de uma

Read More »

Fonoaudiólogo possui técnica para modificar voz de jovens executivos

Fonte: Revista Panorama Brasil 5/12/2001 SãO PAULO – O fonoaudiólogo Simon Wajntraub propõe tratamento para problemas de voz fina verificada em jovens executivos. “A técnica que desenotvi, há mais de 30 anos, consiste em localizar o tom certo da voz do paciente e, então, ensiná-lo a falar corretamente, por meio de exercícicios”. Segundo o fonoaudiólogo, o paciente assimila a “voz entre tons médios e graves, tornando-a mais masculina”. De acordo com Wajntraub, essa técnica foi desenvolvida devido a sua capacidade pessoal de realizar 60 tons diferentes com a voz. “Foram anos de trabalho que me levaram a conseguir modificar tons de vozes, tanto a fina quanto a grossa, além de gagueira, fala acelerada e lenta, entre outros problemas”, comenta Vajritraub. “A voz fina, geralmente, surge na adolescência e se mantém pela vida inteira, caso não haja tratamento sério. O mais comum dos casos ocorre quando o jovem do sexo masculino, ao entrar na puberdade, se assusta com as mudanças de seu organismo e procura manter a voz da infância, apesar de sua laringe já estar desenvolvida e preparada para essa transformação”, explica o fonoaudiólogo. Isso pode decorrer, em ambos os sexos, do excesso de mimo na infância, pois, além da voz ficar infantil, o ritmo da fala também fica aerado, entrecortado ou tatibitate. Mas, existem outros fatores que podem desencadear a voz fina e, entre eles, encontram-se os traumas psíquicos ou físicos – em uma retirada das amígdalas a crianca, após a cirurgia, fica com medo de falar firme, tornando a voz ainda mais infantil. Há, ainda, causas orgânicas – raríssimas – como a atrofia física de origem hormonal. O grande problema para quem possuí voz fina, entretanto, vai surgir no momento da escolha de sua vida profissional. “Tive profissionais de diversas áreas se tratando comigo. inclusive, um juiz de Direito que sofria muito, no momento de pronunciar as sentenças. Outros, no momento da seleção, sentiam discriminação durante entrevistas de emprego e tudo foi resolvido com o tratamento feito”. Para manter e aperfeiçoar a nova voz, no entanto, o fonoaudiólogo aconselha que seus pacientes espelhem-se em profissionais de vozes fortes e marcantes, além de cantar junto com cantores de vozes graves como Nelson Gonçalves, Tim Maia, Dorival Caymmi, Simone, Alcione, entre outros. “Esse exercício de cantar junto com cantores desse porte tende a aumentar o peso da voz, melhorando-a consideravelmente”, explica Simon. Uma curiosidade observada por Simon Wajntraub sobre a voz fina está na profissão que pessoas do sexo masculino optam, para demonstrar sua masculinidade. “Há uma preferência notável no exercício de profissôes de risco, como corredores de Fórmula 1, Fórmula Indy, pilotos de avião e outras”, comenta. Para evitar o problema. o fonoaudiólogo aconselha: “O importante é que pais e mestres sempre cobrem das crianças uma posicão firme no que tange à sua comunicação oral, tanto para os meninos quanto para as meninas. é muito desagradável, por exemplo, encontrarmos mulheres com voz esganiçada. Quando o seu filho alcançar a puberdade, instrua-o sobre a mudanca que ocorrrerá em sua voz para que não se assuste com a nova colocacão que irá adquirir, diz ele. Polêmico, Simon Wajritraub sempre contestou os métodos tradicionais de rolhas, chupetas, línguas-de-sogra, vibradores, etc., além de não concordar com os exercícios de respiracão e relaxamento e os orofaciais. “Não concordo. Acho que além de ser um tratamento muito longo, constrange as pessoas sem necessidade”. E cita: “houve um paciente, de cerca de 30 anos, que um outro fonoaudiólogo fez com que ele caminhasse de gatinho porque, segundo sua visão, ele havia pulado esse ciclo em sua vida e o seu problema estava enraizado ali, um verdadeiro absurdo. Depois do tratamento finalizado, o paciente tem direito a participar do Clube da Fala, vencendo a timidez que o acompanhou durante todo o tempo que falou com voz fina. “Usamos a argumentacão sob pressão, feita por ex-pacientes, para que ele não corra mais nenhum risco em ter problemas na fala”, finaliza Simon Wajntraub. Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Unidades e Contatos: WhatsApp (21) 97273-2041 Rio de Janeiro – RJ: Copacabana e Barra (21) 2236-5223 São Paulo – SP: Jardins (11) 4063-6460  / 4063-4735 Brasília – DF: SHS (61) 4063-6352  / 4063-6392 Email: simon@boasfalas.com.br Fique atualizado, inscreva-se:                                                Para informações, nos envie uma mensagem de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc..

Read More »

O dono da VOZ, da fala, da argumentação…

CLáUDIA AMORIM Fonte: Revista Oi Edição № 24 (Vozes), Agosto/Setembro de 2006 “Voz, fala, inibição, argumentação sob pressão”. Há décadas a voz inconfundível de Simon Wajntraub pronuncia essas palavras em seus também inconfundíveis anúncios. A imagem, assim como a voz, é grave, muito grave, mas basta um papo rápido com o fonoaudiólogo para se surpreender: simpático e com senso de humor privilegiado, o carioca Simon, rebelde entre os doutores da voz, não dispensa polêmicas, nem piadas. Heterodoxo até o último fio de cabelo pretíssimo – “Digo que tomo banho de Wellaton: cabelo, barba, pentelho, tudo” –, volta e meia se vê envolvido em discussões com associações e conselhos de fonoaudiólogos pelo país afora. Aos 56 anos, trabalha com a voz dos outros desde 1968, acha que existe solução para praticamente todos os problemas de fala e que certos métodos da fonoaudiologia ortodoxa poderiam ser mais eficientes. Os otorrinolaringologistas, conta, se espantam com os bons resultados que consegue, mas seus clientes, ironicamente, não fazem propaganda boca-a-boca. “O cara não gosta de dizer que tinha algum problema, que falava fino…, argumenta. Daí o hábito de anunciar, tão criticado pela mulher, Angela. “Ela é pão-dura, reclama porque continuo gastando com propaganda”, diz Simon, que viveu um caso raro de amor à primeira audição: bastou ouvir a voz grave de Angela ao telefone para se apaixonar. E olha que ele estava passando um trote para ela, a pedido de sua namorada na época, amiga de sua mulher. “Dei um jeito de brigar com essa menina com quem estava e no dia seguinte estava na casa da Angela. Em um mês fomos morar juntos”. Tiveram sete filhos, num casamento que já dura 30 anos muito bem falados – e vividos. Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Unidades e Contatos: WhatsApp (21) 97273-2041 Rio de Janeiro – RJ: Copacabana e Barra (21) 2236-5223 São Paulo – SP: Jardins (11) 4063-6460  / 4063-4735 Brasília – DF: SHS (61) 4063-6352  / 4063-6392 Email: simon@boasfalas.com.br Fique atualizado, inscreva-se:                                                Para informações, nos envie uma mensagem de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc..

Read More »

Fonoaudiólogo afirma que há cura da timidez

Fonoaudiólogo e Professor de Oratória, Simon Wajntraub afirma que há a cura da Timidez. BRUNO PONTES Fonte: Jornal do Brasil JB Online, Ciência & Tecnologia. RIO – Quem nunca se viu nervoso, momentos antes de uma apresentação em público, seja nas épocas de colégio, ou em uma palestra em seu trabalho? A origem deste trauma se chama timidez, e embora seja motivo de preconceito e exclusão por parte da sociedade, é um mal que ainda aflige muitas pessoas dentro do seu ambiente social, prejudicando relacionamentos amorosos, familiares e até o próprio ambiente de trabalho. Para falar sobre o assunto, o JB Online conversou com o fonoaudiólogo Simon Wajntraub, responsável por um revolucionário método que promete diminuir consideravelmente a timidez crônica e a inibição de se falar em público, a cura da Timidez. Wajntraub, que teve destaque ao participar do “Programa do Jô”, explica as dificuldades que seus alunos têm, além de outros casos desconhecidos pela população, mas que têm relação direta com a timidez. JB ONLINE: Quando você descobriu que seria fonoaudiólogo e quando surgiu a idéia de se fazer um programa que tratasse diretamente da timidez e dos problemas de fala? Simon Wajntraub: Iniciei minha pesquisa dentro da comunicação oral desde muito novo, com apenas sete anos de idade, eu já conseguia imitar vários tipos de vozes diferentes. Aos 13 anos, com a minha tonalidade de voz sempre mais voltada para o grave, aproveitava para imitar vários locutores de rádio da época, e no mesmo período me tornei locutor profissional. Quando eu tinha 18 para 19 anos, meu cunhado sofreu um acidente e após sair do coma ficou com a fala comprometida e embolada. Comecei, a partir da minha relação de proximidade com ele, a elaborar um método de tratamento e de estudo a partir do caso clínico dele, tendo conseguido recuperá-lo em pouco tempo, sem usar as técnicas antiquadas e arcaicas que os profissionais da fonoaudiologia utilizam até hoje. Quando entrei para a faculdade de Fonoaudiologia, eu já estava atuante na profissão há mais de quatro anos, e o curso ainda não tinha reconhecimento do MEC, por isso decidi continuar apenas para consolidar meus conhecimentos na área médica, já que a parte de fonoaudiologia em si não era mais novidade para mim. A idéia de se criar este meu famoso método foi crescendo comigo, conforme fui me desenvolvendo dentro da profissão. Meu lado rebelde e anarquista sempre me fez questionar as coisas, e em relação aos métodos arcaicos dos profissionais tradicionais não foi diferente. Vi que tinha que trabalhar o emocional dos pacientes, fazer com que as pessoas enfrentassem os seus problemas diretamente, frente a frente com eles, para que assim toda a insegurança e traumas que a pessoa tivesse fossem superados, desta forma criamos o sistema da argumentação sobre pressão, que vem beneficiando muitas pessoas. JB ONLINE: Que tipos de pessoas procuram seus serviços? Simon Wajntraub: Todos que buscam uma solução para seus problemas que durante muitos anos não foram resolvidos por tratamentos psicológicos, nem análises, nem com médicos otorrinos. Os pacientes variam desde estudantes a diretores de multinacionais e políticos, como o deputado índio da Costa, e o senador Edison Lobão que quase chegou a perder sua voz. Tratamos a todos como iguais, utilizando recursos que quebram todo e qualquer tipo de hierarquia, pois todos estão ali pelo mesmo objetivo comum: resolver seus problemas de inibição, timidez ou de fala através da nossa terapia comportamental que de tanto o cara enfrentar o problema, acaba perdendo o medo. JB ONLINE: Quais os frutos que podem ser citados após 50 anos de sucesso nesta revolucionária técnica? Simon Wajntraub: São tantos que poderia ficar falando até amanhã. O primeiro com certeza é a recompensa de ver muitos pacientes que tinham dificuldades sérias – que os atrapalhavam no convívio social e até dentro do próprio trabalho – estarem curadas e com a autoconfiança renovada. Muitos destes pacientes ficam tão gratos pela cura que obtiveram com o tratamento, que passam a me ajudar nos cursos e palestras, agindo como “alunos-veteranos”, ajudando no processo de cura com os novos pacientes em seus problemas. Alguns desses alunos-veteranos (junto com empresários) também já abriram franquias do nosso programa, nas quais eu vou auxiliando com o método.Todos os eventos que eles fazem eu sou chamado para colaborar. O sucesso do programa também está alcançando distâncias maiores, que vão além dos lugares de onde o curso é ministrado. Com isso, passamos a atender também de forma on-line, pelo MSN Messenger e pelo Skype. O sucesso do site (www.boasfalas.com.br), que tem recebido cerca de mil acessos por dia, também é um fruto das nossas quatro décadas de um trabalho bem sucedido, que já atendeu e ajudou mais de 30 mil pessoas em todo o Brasil. Assista o programa do Jô na integra. Caso da professora de Jiu-Jitsu e apresentadora de Tv Kyra Gracie A paciente e aluna Kyra Gracie, procurou o fonoaudiólogo Simon Wajntraub para tratar da sua gagueira, melhorar a oratória e realizar media training. Kyra Gracie estava em processo de seleção na TV Globo para realizar comentários no UFC e trabalhar como apresentadora do camal combate. Assista a evolução durante o tratamento: Caso do professor de inglês e youtuber Paulo Nideck Assista no vídeo abaixo a evolução de um aluno exemplar. O professor de Inglês e Youtuber Paulo Nideck, procurou tratamento e o curso para melhorar a sua voz, oratória e principalmente aprender técnicas de Media Training. Caso da engenheira de satélite Margareth. A paciente e aluna Margareth, procurou o fonoaudiólogo Simon Wajntraub para tratar da voz e a fobia social. Ela precisava melhorar a oratória e dominar o público durante as suas apresentações no exterior. Após o tratamento conseguiu chegar ao cargo máximo, e foi selecionada para discursar no mercado comum Europeu. Clique abaixo, navegue mais no site e assista as evoluções dos pacientes.    https://boasfalas.com.br/ BOAS FALAS PARA VOCÊS! Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Unidades e Contatos: WhatsApp (21) 97273-2041 Rio de Janeiro – RJ: Copacabana e Barra (21) 2236-5223 São Paulo – SP: Jardins (11) 4063-6460 

Read More »

RedeAssist – JustTV – 24-04-2013

Entrevista do fonoaudiólogo Simon Wajntraub no programa RedeAssist pela JustTV, no dia 24/04/2013. Tratamentos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Unidades e Contatos: WhatsApp (21) 97273-2041 Rio de Janeiro – RJ: Copacabana e Barra (21) 2236-5223 São Paulo – SP: Jardins (11) 4063-6460  / 4063-4735 Brasília – DF: SHS (61) 4063-6352  / 4063-6392 Email: simon@boasfalas.com.br Fique atualizado, inscreva-se:                                                Para informações, nos envie uma mensagem de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc..

Read More »

Superpop com Luciana Gimenez – Simon Wajntraub no quadro Gagaokê gagueira e canto

O fonoaudiólogo Simon Wajntraub demonstra ao vivo, no Superpop com a participação de seus pacientes, que os gagos, na maioria das vezes, não gaguejam na área do canto. Confira: Veja mais informações sobre gagueira tem cura, o que é gagueira, o que causa gagueira, gagueira significado, gagueira causas, disfemia, gagueira emocional, gagueira tardia, gagueira adquirida, exercícios para gagueira, gagueira tratamento, gagueira na infância e muito mais em https://boasfalas.com.br/gagueira-tratamento-cura Instituto de Fonoaudiologia e Oratória Simon Wajntraub, tratamentos e cursos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior. Tratamentos para a Cura da Gagueira, Voz Fina, Voz Roca, Voz Baixa, Voz Fraca, Troca de Letras, Língua presa, Fala Acelerada , Fala Anasalada, Atraso na Fala, Afasia, AVC, Baixa Auditiva, Oratória, Argumentação Sob Pressão, Porradaterapia, Timidez, Fobia Social, Improviso, Negociação, Concursos, Cursos Online, In Company, Dinâmica de Grupo, Inteligência Emocional, Prova Oral, Media Training e muito mais. Unidades: _________________________________ Rio de Janeiro >  (21) 2236-5223 – Copacabana: Rua Mascarenhas de Morais 110 / 3 andar – Barra da Tijuca: Av. Belisário Leite de Andrade Neto 406 (Hotel Gaivotas) _________________________________ São Paulo >  (11) 4063-6460 / (11) 4063-4735 – Jardins: Rua Pamplona, 1018 Grupo 21 _________________________________ Brasília  (61) 4063-6352 / (61) 4063-6392 – Asa Sul: Complexo Brasil 21, Bloco E, Sala 701 Setor Hoteleiro Sul, Quadra 6, Conjunto A Fique atualizado, inscreva-se:                                                Dúvidas, informações detalhadas e consultas. Envie o formulário de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc…

Read More »

Todos os Tratamentos, Cursos, Valores, Material Audiovisual, Telefones e Mapas das unidades >CLIQUE

Clique e conheça todos os tratamentos, cursos, valores, material audiovisual para tratamentos, telefones e mapas das unidades. O Instituto de Oratória e Fonoaudiologia Simon Wajntraub possui quatro endereços físicos que se localizam nas cidades do Rio de Janeiro em Copacabana e na Barra (21) 2236-5223, São Paulo (11) 4063-6460 e Brasília (61) 4063-6352. Os alunos ou pacientes ainda contam com tratamentos e cursos online para todo o Brasil e Exterior. Atendimento para adultos, crianças e empresas. WhatsApp para todo o Brasil e Exterior clique:   55- (21) 97273-2041  Consultas e Informações preencha o formulário abaixo ou entre em contato.   Tratamentos e cursos (clique e entenda): Entenda o sistema dos tratamentos e cursos online clicando no botão: Clique e conheça o Clube do Simon, o único tratamento que você paga uma única vez e fica o resta da sua vida: Veja algumas entrevistas concedidas pelo o fonoaudiólogo e professor de oratória Simon Wajntraub: Entenda como é cobrado o valor da consulta, dos tratamentos e cursos: Conheça todo o material audiovisual para tratamento e treinamento: Conheça nossas unidades clicando no botão Mapas das unidades: Preencha o formulário abaixo ou entre em contato. Tratamentos e cursos presenciais e online para todo o Brasil e Exterior WhatsApp para todo o Brasil e Exterior, clique no botão abaixo: email:  simon@boasfalas.com.br _________________________________ Rio de Janeiro > (21) 2236-5223 – Copacabana: Rua Mascarenhas de Morais 110 / 3 andar – Barra da Tijuca: Av. Belisário Leite de Andrade Neto 406 (Hotel Gaivotas) _________________________________ São Paulo > (11) 4063-6460 / (11) 4063-4735 – Jardins: Alameda Franca 1604 _________________________________ Brasília  > (61) 4063-6352 / (61) 4063-6392 – Setor Hoteleiro Norte, Quadra 2, Bloco J, Asa Norte (Hotel Garvey’s Park) ________________________________ Dúvidas, informações detalhadas e consultas. Envie o formulário de contato. Não se esqueça de detalhar quais são as suas dificuldades de comunicação: voz, fala, timidez, etc…  

Read More »