Transexuais em mudança de Voz

transexuais-mudanca-voz

Transexuais procuram o Fonoaudiólogo Simon Wajntraub para afinarem a voz

É muito comum transsexuais recorrerem ao método do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub para afinarem a voz.

Como disse o Dr. Euzimar Coutinho, renomado médico da Bahia, “o hormônio masculino é muito poderoso”.

Os transsexuais retiram os testículos e o pênis e passam a receber doses de hormônio feminino para ficarem com características femininas no corpo: os seios crescem, o corpo se modifica, além de ser cirurgicamente criada uma vagina com uma sensibilidade incrível, porque os médicos aproveitam a glande do pênis do próprio paciente para dar sensibilidade ao novo formato do órgão.

Com todo esse aparato para transformar o transsexual em uma mulher perfeita, a falha mais importante é que o tom da voz do paciente não é alterado, e continua a ser grave, como é a voz masculina. O sonho de se trasnformar em uma mulher desaba, deixando frustrados esses pacientes.

Eles tentam criar tons forçados na colocação da voz, puxando para o agudo, e, na maioria das vezes, ou a voz fica rouca, ou anasalada, mas não perde o tom grave, de forma que o transexual acaba por se parecer a travestis, estes que não têm a preocupação em se trasformarem totalmente em mulheres (mantem os órgãos sexuais masculinos, e apenas gostam de se trasformar temporariamente em mulheres).

O trabalho do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub com os transsexuais se inicia com uma gravação em vídeo para autoavaliação do paciente, depois do que é iniciado o trabalho de impostação da voz do paciente, procurando colocar sua voz em tonalidades médias e suaves, para uma voz aveludada – não adianta querer ficar falando em falsete, misturando os agudos com os graves, como no caso dos adolescentes na muda vocal, porque a voz vai ficar forçada, podendo criar nódulos (calos) nas cordas vocais, correndo o risco de se ficar afônico com o tempo e ter que se submeter a uma cirurgia para eliminar este problema.

O ideal é pesquisar muito sobre os tons vocais que a pessoa atinge para que não fique com a voz afetada.

Recentemente, em Março de 2009, fui procurado por uma paciente que está em fase de tratamento, principalmente na área psicológica, para realizar a cirurgia. Ela estava com a voz muito rouca. Quando exercitei os seus tons vocais, ao alcançar os tons graves, surgiu uma voz bem forte, muito grave, e ela comentou que o seu pai tinha a voz grave, e, como a voz é hereditaria, lógico que a sua não poderia ser diferente. Fiquei perplexo com a força do hormônio masculino, com todo o seu tratamento hormonal à base de hormônios femininos, a sua voz continuava grave (grossa). Transformei esse grave num tom aveludado, a exemplo da voz da Roberta Close, que é bem feminina, embora seja suavemente grave. Agora vou exercitar com este paciente até ele automatizar esta nova colocação da voz”

Outro caso de que tratei foi o de um transsexual que, ao tirar aquele osso no meio do pescoço, que aparece em pessoas mais magras, o pomo de adão, ficou com a cicratiz em evidência, porque ele teve quelóide, que é muito comum em pessoas com a pele mais escura. A sua voz estava totalmente anasalada; alterei a colocação e ficou suave e feminina.

É muito importante este alerta que o Fonoaudiólogo Simon Wajntraub está dando aos transsexuais com relação à mudança da voz masculina para feminina, porque a maioria fica frustrada, pois, ao se submeterem a tratamentos psicológicos, hormonais e cirúrgicos, não ocorre a mudança da voz naturalmente.

Se você está optando em fazer esta trasformação de sexo, deve desde já iniciar uma terapia vocal, para depois não ficar deprimido.

Outro treinamento importante é que o paciente, após a mudança da colocação da voz, passe a frequentar as aulas de oratória em grupo do Fonoaudiólogo Simon Wajntraub, a fim de socializar a sua nova maneira de falar.