Luiza Scarambone – Voz Fina

Quem não lembra na década de 50, 60 dos bailes do maestro Scarambone, que era o pai da Luiza.
Sua mãe Ceci trabalhava na Caixa Econômica fazendo avaliações das jóias que eram penhoradas. A Luiza, por ser filha única, muito protegida pela mãe, acabou ficando tímida e com a voz fina, uma pessoa muito inteligente e capaz, ela é atuaria, uma profissão muito difícil, para vocês terem um noção, de 30 alunos que iniciam a faculdade, no Maximo 5 terminam nesta cadeira, muita matemática financeira e estatística.
A Luiza fez uma pós no IME, com todo o seu conhecimento a inibição e a voz fina não deixavam ela transmitir segurança nas suas apresentações em público e até no lado social.
No vídeo inicial ela está falando do trabalho dela, na segunda parte onde ela aparece com a voz grave e mais segura, ela esta fazendo um comentário á meu respeito, sobre o meu mapa astral (que é o maior tumulto), como Hobby, ela gostava de astrologia.
Uma história muito engraçada é que Luiza não tinha muita vaidade, ocorreu uma brincadeira que eu percebi que seu cabelo estava com fios brancos, sua roupa não combinava as cores além de não serem apropriadas para o trabalho de uma executiva. Afirmei brincando que ela deveria ter os pentelhos brancos, ai ela confirmou que eram brancos mesmos, comecei a indagar aos participantes da aula se eles transariam com uma mulher de pentelho branco e foram todos unânimes comentaram que não, após 3 meses, Luiza comentou em público, que havia “alourado” os pentelhos. No vídeo, além de melhorar sua fala e inibição, da para perceber a mudança positiva do seu visual.
No meu curso, num período de 4 anos um cirurgião plástico que freqüentava as aulas operou 50 pessoas e todos melhoraram muito o visual, eu sempre aconselho aos alunos a investirem na aparência e no visual, que é muito importante no contato com a sociedade. Hoje esta freqüentando o meu curso, uma outra cirurgiã plástica que já está operando várias pessoas.
É importante frisar que esta brincadeira com a Luiza faz parte da desinibição, não adiantaficar com regras de postura e comportamento nesta área. No dia-a-dia a pressão é muito grande e os comunicativos e descontraídos são mais bem sucedidos.