O Mêcanico que era Gago

mecanico-gago

Um dia, no ano de 2004, o meu carro apresentava um vazamento de água. Chamei o mecânico da seguradora, e ele analisou o problema na garagem do meu prédio e chegou à conclusão de que era um furo no reservatório de água. Ele me aconselhou a me dirigir a uma loja que fica aberta até as 22hs em Botafogo. Depois, fui até o meu apartamento comunicar a minha esposa, e, ao descer, dou de cara com o mecânico, e ele indaga se eu sou o Fonoaudiólogo Simon Wajntraub; respondo que sim, e ele comenta que era muito gago e que o maior sonho da sua vida era fazer um tratamento através do meu método. Eu comentei que o meu maior sonho era encontrar um mecânico honesto que não ficasse engatilhando o carro para enguiçar de novo.

Fizemos uma permuta: eu curei a gagueira dele e ele deixou o meu carro perfeito. Até hoje somos grandes amigos. Ele comentou que iria colocar o nome da oficina dele de “Simon Wajntraub”, ele também conserta os carros dos meus filhos. Na permuta que nós fazemos, eu compro as peças e ele entra com a mão de obra.

Tem muitas histórias espiritualistas que surgem na minha vida. A minha poesia de comemoração dos 40 anos de trabalho tem o seguinte titulo “O que Deus dá ninguém toma”.

Bem que fizeram de tudo para me destruir, mas o maior vexame vocês assistem no Programa do Jô Soares, que ocorreu um mês após a minha entrevista, onde o Conselho de Fonoaudiologia de São Paulo pediu direito de resposta, só porque eu critiquei os métodos da rolha, chupeta e língua-de- sogra. O Jô, que é uma pessoa muito inteligente, sensível e honesta, percebeu a maldade dos colegas de classe arrasou com a fonoaudióloga escolhida para representar o Conselho de Fonoaudiologia de São Paulo, porque a Presidente não teve coragem de enfrentar a situação e ficou na platéia, muda, vendo a colega apanhar. Que pena que a minha renomada colega profissional se sujeitou a esse vexame.

Obrigado, Jô Soares, pela sua percepção em defender uma pessoa que pesquisa há quarenta anos com resultados incontestáveis.

Boas Falas!