Fala Lenta

Fala Lenta


Falemos agora da fala lenta: você conhece aquele sujeito “devagar-quase-parando”, que chega a dar sono em todos aqueles que estão ao seu redor e com quem convive? Ele é o extremo oposto do caso que citei anteriormente, e a técnica, logicamente, será de agilizar o seu ritmo corporal e de fala. Nas fitas cassete em que menciono o problema da fala acelerada, também menciono o da fala lenta, propondo exercícios para acelerar o ritmo dos lentos. Nesse tipo de exercícios, leio textos de maneira mais rápida para que o paciente me siga – e é impressionante como muitos deles ficam estressados para imitar o meu ritmo!

Os pacientes que apresentam fala lenta têm também outra característica: são extremamente prolixos e acabam tornando-se chatos, já que ninguém agüenta esperar o final do que eles têm para dizer. Inclusive, nas aulas de Oratória em grupo, os alunos provocadores resolvem instigar esse tipo de pessoa a ser mais clara e explícita, fazendo-lhe uma porção de perguntas ao mesmo tempo, num verdadeiro exercício de tortura. A princípio, isso causa pavor no lento, mas pouco a pouco ele vai se adequando ao novo ritmo que está procurando ter.

Se você tem um desses problemas mas não tem condição de entrar em contato comigo, basta adquirir os CDs, e eu lhe garanto que, fazendo os exercícios assiduamente, sua melhora será bastante acentuada.