Fala Acelerada

fala-acelerada

Fala Acelerada

 

A fala acelerada espelha um ritmo neurológico que a pessoa tem segundo o qual tudo que ela faz é em ritmo acelerado, como, por exemplo, andar, comer, etc. Pessoas assim são extremamente agitadas, chegando até a influenciar o ambiente onde estão e agitando as outras pessoas. Existem pessoas de ritmo mais lento que chegam até a se sentir sufocadas quando convivem com outras de ritmo acelerado. O problema da fala acelerada se chama tecnicamente de taquilalia e, às vezes, é confundido com a gagueira, tal é a maneira acelerada com que o taquilálico fala, chegando muitas vezes a atropelar as palavras e a se atropelar com elas.

É importante que se frise que não adianta tratar só a fala desse tipo de paciente sem tratar dos outros aspectos do seu comportamento, como os seus modos de caminhar, de comer e até de se expressar.

Método

O método consiste em lentificar todo o corpo e as atitudes do taquilálico. Uma técnica muito simples e boa é a leitura silabada, em que a pessoa se vê obrigada a pronunciar as palavras mais lentamente. Paralelamente a esse tipo de leitura, o paciente pode bater com os pés no chão a cada sílaba, pois isso o condicionará a falar mais pausadamente e não provocará o cansaço que seu ritmo acelerado costuma causar-lhe. Para lentificar o ritmo corporal, inventei um aparelho eletrônico específico. (ver item a respeito na Home Page)

Um exercício que costumo fazer é colocar o paciente nas áreas de Oratória em grupo, fazendo uma pressão muito grande em cima dele para agitá-lo e verificar se ele está conseguindo manter o ritmo mais lento que ele vem exercitando até então num ambiente hostil. Devo ressaltar que esse exercício é muito difícil para os extremamente agitados – mas não é impossível, pois a certeza que o paciente deve desenvolver com o tempo é a de controlar suas reações.

Nos seis CDs que compõem o método, existem vários exercícios para controlar o problema da fala acelerada.